Agricultores da Feira da Agricultura Familiar de Alta Floresta criam crédito rotativo com recursos do próprio grupo

Publicada em 05/08/2019 10:48:40 - Visualizada 76 vezes

Foto por:

A Feira da Agricultura Familiar – Cidade Alta iniciou suas atividades em Alta Floresta no ano de 2016 e os feirantes tinham o habito de realizar “vaquinhas” para custear as despesas coletivas. Com o tempo, passaram a arrecadar mensalidades e trabalhar a autogestão dos recursos. Desde então, o grupo já comercializou mais de R$530 mil, reduziu o valor de sua mensalidade, investiu em equipamentos para a feira, organizou confraternizações, confeccionou camisetas e toalhas de mesa padronizadas para a feira e ainda possui dinheiro em caixa.

Desta forma, ao perceberem que tinham recursos disponíveis, e inspirados nas ações de microcrédito do Banco Comunitário Raiz, tiveram a ideia de usar parte do recurso em caixa para criar um Crédito Rotativo beneficiando o próprio grupo da feira.

Os feirantes, então, se reuniram no dia 03 de agosto para que definissem estratégias para a criação do fundo, que será coordenado pelo próprio grupo. Com o apoio dos Assessores de Comercialização, Círio César e Jeferson, que explicaram como é o funcionamento de um Crédito Rotativo na prática, os agricultores definiram quais seriam as regras para acesso. Inicialmente, foi destinado o valor de R$2.000,00 para a ação, permitindo empréstimos de até R$ 500,00 por família, com taxa de juros simples de 4% e pagamento parcelado em até 4 meses.

Isso mostra a importância de trabalhar com gestão coletiva e que a mensalidade não precisa ser encarada como uma despesa, mas sim um investimento para realizar coisas que não conseguiriam fazer individualmente, beneficiando todo o grupo e permitindo o crescimento coletivo.

 


Por Instituto Ouro Verde